HISTÓRIA

Histórico da Cidade de Santa Clara do Sul

A denominação de Santa Clara do Sul originou-se de uma das filhas do colonizador Antônio Fialho de Vargas, terceiro proprietário do território atual do município de Lajeado (a partir de 1853), que deu o nome de Irmã Clara de Santa Estanislau da Congregação de Maria (Maria Clara Fialho de Vargas), à fazenda de matas virgens "Fazenda Santa Clara", evento histórico ocorrido em 1869.

Eclesiasticamente o território santa-clarense era subordinado, desde seus primórdios à Freguesia de Santo Amaro e após a de São José Taquari. Em 1873 à freguesia do 2º distrito de paz de Estrela, ou seja, Santo Inácio de Loyola de Lajeado.

Em abril de 1899, Santa Clara sediou o 2º Congresso Geral de Católicos do Rio Grande do Sul. Em 1916 foi inaugurada a atual Igreja matriz e em 1929 foi criada a atual paróquia São Francisco Xavier, de Santa Clara do Sul. Em 1891 foi criada a vila de Lajeado, que em 1944 foi elevada à categoria de cidade.

Em 1914 Santa Clara do Sul foi elevada a categoria de 2º distrito de Lajeado, sendo que em 1938 foi elevada a categoria de vila. Nos conturbados anos de Revolução Federalista de 1893/1895 os colonos santa-clarenses tomaram parte no combate contra o Bando de Zeca Ferreira "Maragatos". Em 28 de maio de 1895 os colonos santa-clarenses, sob a direção de José Diel (Coronel José Diel, comissário e inspetor do quarteirão de Santa Clara, vice-intendente de Lajeado e depois primeiro subprefeito do distrito) proclamado comandante civil da guarda local, e o sub-comandante Nicolau Klein, venceram os maragatos, colocando-os em fuga, fato histórico que muito orgulha a comunidade local.

Monumento aos Maragatos

Pórtico de Entrada do Município

Em agosto de 1895 foi fundada a Sociedade Alemã de Atiradores de Santa Clara, hoje extinta. Em 1913 teve lugar em Santa Clara do Sul a fundação do "Sindicato Rural para os colonos de Lajeado", que em 1938 se transformou na atual Associação Rural de Lajeado. Em 1918 fundou-se o Tiro de Guerra 239, o maior e mais organizado do interior do estado, que teve turmas de 130 recrutas. Em 1946 o referido Tiro de Guerra foi desativado, passando a constituir-se na Sociedade Centro de reservistas de Tiro de guerra 239, clube social.

Em 1945 o nome de Santa Clara do Sul foi mudado para "Inhuverá", por lei governamental, nome indígena que significa "Campo Resplandecente", sendo que em 1948 novamente o distrito passou a chamar-se Santa Clara do Sul.

Em 1942 chegaram a Santa Clara do Sul as primeiras irmãs da Congregação da Divina Providência, que assumiram a Escola Paroquial, atual Creche Municipal e o atual Hospital Imaculado Coração de Maria em 1953, que antes pertencia a Carlos Schnorr.

Em 1967 iniciou-se o Ginásio Comercial Santa Clara do Sul, mantido pela Campanha Nacional de Escolas da Comunidade, que em 1975 instalou o 2º grau - Auxiliar de ] Escritório - e atualmente denomina-se Escola Estadual de Ensino Médio Santa Clara.

Em 1969, Santa Clara do Sul festejou o centenário de colonização.

Em 1990, o distrito de Santa Clara possuía 3.000 habitantes, sendo que o núcleo contava com cerca de 2.040 habitantes (IBGE). Santa Clara do Sul foi o distrito de Lajeado com maior índice de alfabetização e foi o primeiro distrito a conseguir escola de 2º grau, que funciona desde 1975. O distrito estava composto pela sede urbana, a vila de Santa Clara do Sul, e mais oito comunidades, que são: Nova Santa Cruz, Sampainho, Alto Arroio Alegre, Chapadão, Picada Santa Clara, Sampaio, Linha Serrana e São Bento, hoje pertencentes ao município de Santa Clara do Sul.

Os moradores mantém um excelente relacionamento e, por isso, realizam freqüentemente ações comunitárias, como a construção da Igreja Matriz, Salão Paroquial, Escola São José, Escola Cenecista de 2º grau Santa Clara, Campo de Futebol, Sociedade Centro de Reservistas, havendo, também, colaboração entre vizinhos por ocasião das colheitas.

Em 20 de março de 1992, por lei nº 9.621, criou-se o município de Santa Clara do Sul, cuja data de instalação é de 1º de janeiro de 1993, fazendo partes as comunidades de São Bento, Nova Santa Cruz, Chapadão, Alto Arroio Alegre, Linha Serrana, Sampaio, Sampainho, Picada Santa Clara e Rua das Flores.